Páginas

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

ESTÁGIO X APRENDIZAGEM

Postado por
Thiago de Oliveira Munhoz
Aluno do 4º ano de Biblioteconomia e
estagiário da Biblioteca Central-UEL

A importância da extensão de conteúdo teórico para ações práticas, não representam simplesmente uma mera reprodução do que foi apreendido em sala de aula; muito pelo contrário, as variações da dinâmica da prática propiciam a noção e a flexibilidade necessária para a atuação precisa e consciente no mercado de trabalho, e findando, sem a realidade prática as incertezas no que se refere às ações, impossibilitam uma atuação eficiente.
Os alcances que a prática proporciona expressam visivelmente o que a teoria por natureza almeja, quer dizer, apesar das limitações de realidade que a teoria obtém, esta estende uma pequena parcela da prática, integrando-se no sentido de respaldar a prática. Sem a teoria adquirida no decorrer das disciplinas oferecidas pela grade curricular do curso de Biblioteconomia, a noção básica de terminologias, normas, suportes e posturas estariam comprometidos, pois resultariam na ausência total de percepção. A teoria do curso indiscutivelmente representa o principal norte para as primeiras atividades em geral.
Neste sentido, ressalta-se que o estágio aliado à prática, mostra-se como a etapa de conscientização da profissão, pois estarão presentes como referenciado anteriormente, as convenções e noções adequadas para a profissão. A importância do estágio executado na grade curricular de um curso, imprescindivelmente, sedimentará o conhecimento do aluno sem contar que o mesmo obterá o que a sala de aula proporciona: a realidade de trabalho. As implicações da realidade concomitante com a teoria adquirida do curso, aliadas a dedicação e percepção necessárias para a atuação de trabalho, concretizam por fim as intenções do estágio, pois é momento em que realmente o conteúdo alia-se a ação aplicando a prática. O estágio representa não só a conversão da teoria para a prática como também é mais uma oportunidade de aprendizado, já que é nesse momento que se pode esclarecer as dúvidas, errar nas maneiras de execução, porque a orientação e instrução estarão presentes para respaldar estas necessidades. Por exemplo, em um determinado setor existem tendências e atividades características do local. Entretanto, o estagiário apesar de saber algumas, não tem total noção. Por este motivo o instrutor ou orientador é importantíssimo para sanar as dúvidas e acrescentar na bagagem do estagiário, corrigindo as posturas inadequadas e instruindo corretamente para a posteridade de trabalho do mesmo. Sendo assim, o campo de estágio permite a transição teoria-prática referido anteriormente e a adequação necessária no quesito atividades-ações, pois o orientador apresentará as novas situações e esclarecerá as dúvidas e desconhecimentos.
Portanto, o grau de importância de se realizar o estágio, atinge nível imensurável para o aprendizado e formação profissional do aluno, independente da área, a atuação prática favorece o aprendizado e concretiza as ideias discutidas em sala de aula, sem contar também que é momento onde as dúvidas são essenciais para a instrução correta e onde o aluno poderá visualizar suas limitações para diminuí-las com a formação e aprendizagem. O estágio representa a realidade de trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário