Páginas

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Exposições na Biblioteca Central da UEL: prática de ações culturais


Postado por:

Izabel Maria de Aguiar
Maria Aparecida dos Santos Letrari
Osny Francisco Terciotti
Bibliotecários do SB/UEL

William Boscariol
Técnico em Biblioteca do SB/UEL

Olga Kawabata Nishimura
Auxiliar Administrativo do SB/ UEL


Com o intuito de transformar a Biblioteca Central da UEL num local de referência para as atividades culturais, em 2011 foi criada pela direção do Sistema de Bibliotecas da UEL, a Comissão de Ações Culturais cujas atividades incluem a promoção de exposições e apresentações. Sua equipe é formada por funcionários de diferentes setores com competências e habilidades diferenciadas, que trabalham compartilhando conhecimento e informações, em busca da qualidade no que é desenvolvido. Esta equipe, além de criar e executar, tem a atribuição de propor, planejar, viabilizar e divulgar as ações culturais realizadas.
Segundo Coelho (1997, p.78),

Se a biblioteca moderna e pré-moderna era o lugar da coleção, a biblioteca pós-moderna se apresenta (ou quer ser) como o lugar da informação, da discussão e da criação, rompendo vastamente com seus modelos passados.


Sendo assim, a Biblioteca Central da UEL – BC/UEL, com esta nova atividade passou a ser encarada como um espaço para onde convergem informação, cultura e arte.
No início do projeto, a equipe da Comissão de Ações Culturais precisou buscar elementos para as exposições, contatando instituições, artistas e fotógrafos, entre outros. Após as primeiras experiências, o setor começou a ser procurado por interessados.
As exposições ocorrem através do agendamento por parte dos interessados ou através de convite feito pela Biblioteca. O convite se dá para garantir uma rotatividade de formatos e estilos das apresentações ou exposições realizadas durante o ano, e é feito dentro de uma programação preestabelecida no início do ano.
Em qualquer uma das formas de exposição, a BC/UEL é responsável pela divulgação para a comunidade acadêmica e comunidade externa. São produzidos cartazes, que são fixados em murais de aviso espalhados pelos prédios da UEL, notas para serem enviadas para as listas de e-mail, Jornal Notícia Digital e jornais locais. A cobertura jornalística fica a cargo dos canais de comunicação da UEL.
Também foram realizadas parcerias com setores internos da UEL (Gráfica, Jardinagem, Transporte, Cerimonial e Eventos, Rádio e Televisão) que acreditam na Biblioteca e em seus serviços, participando de forma ativa em todos os momentos necessários.
As exposições realizadas no ano de 2011 foram:

Quadro 1 - Exposições realizadas na Biblioteca Central

 

NOME DO EVENTO

PERÍODO

  1.  
Cerrado: Luz, Cores e Formas – Fotografias de R. R. Rufino
21/02 a 05/03

  1.  
12 de março – Dia do Bibliotecário e Palestra com Prof. Oswaldo
10/03 a 18/03

  1.  
Artesanato com fibras de bananeiras - Fiona Orsini
28/03 a 02/04

  1.  
Paisagens cósmicas – Planetário de Londrina.
04/04 a 19/04

  1.  
Museus e memória: Museu Histórico de Londrina
16/05 a 27/05

  1.  
Cinemas da UEL: “Cine Ouro Verde e Cine Com-tour”
16/06 a 30/06

  1.  
Dia do Escritor – Editora da UEL – Exposição de livros publicados
25/07 a 05/08

  1.  
Fotografias do Trabalho de José Juliani
15/08 a 26/08

  1.  
Fritz Muller: O príncipe dos observadores (Prof.ª Ana Odete)
15/08 a 31/08

  1.  
150 anos da Unificação da Itália - (Prof.ª Márcia Rorato)
12/09 a 23/ 09

  1.  
Exposição de desenho a grafite – Mirian Rose Goulart
12/09 a 16/09

  1.  
Semana Nacional do Livro e da Biblioteca – Autores da UEL
17/10 a 31/10

  1.  
Pássaros e Flores da UEL (Prof. Jorge Correa)
24/10 a 05/11

  1.  
Momento Brasil Itália (Prof.ª Márcia Rorato)
31/10 a 12/11

  1.  
Artesanato com fibras de bananeiras - Fiona Orsini
23/11 a 10/12

  1.  
Exposição alusiva ao tema Natal (livros, artigos, etc.)
01/12 a 31/12
Fonte: Relatório de Atividades da Divisão de Referência.

As atividades culturais vieram potencializar os serviços oferecidos pela Biblioteca, e desta forma fazer com que ela se torne um lugar fundamental de ação cultural.
As barreiras enfrentadas, principalmente em relação aos recursos financeiros e aos materiais limitados, não são fatores de impedimento para o desenvolvimento das atividades propostas, pelo contrário, impulsionam o trabalho criativo e a maleabilidade ao lidar com imprevistos quando se quer fazer algo bem feito.
Podemos concluir que o trabalho da Comissão de Ações Culturais propicia ao público externo e interno o acesso às atividades culturais, valoriza os artistas locais e regionais e corrobora a Biblioteca Central da UEL como um espaço de aprimoramento cultural.


REFERÊNCIAS

COELHO, Teixeira. Usos da cultura: políticas de ação cultural. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.
EXPOSIÇÕES temporárias do Sistema de Bibliotecas. Disponível em: <https://www.bu.ufmg.br/exposicoes>. Acesso em: 15 maio 2012.


Nenhum comentário:

Postar um comentário