Páginas

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

TEMPO DE AGRADECER!

Rosa Mares dos Santos

Técnica de Biblioteca/SB-UEL

   
Quando mais um ano chega ao final, mais nos voltamos para o novo que está chegando, repleto de expectativa de que seja um ano bom e, muitas vezes, nos esquecemos de agradecer as coisas boas que aconteceram conosco no ano que passou.
 Se pensarmos bem, sempre exigimos coisas boas: ter uma vida boa, saúde, dinheiro, amor… Estamos tão acostumados a pedir que muitas vezes nos esquecemos de agradecer tudo o que temos, o que aprendemos e o que conquistamos ao longo do ano. 
É maravilhoso agradecer o ano que passou!
Fazer uma reavaliação de tudo que ocorreu em nossas vidas nestes doze meses e ver que tudo foi aprendizado, nos tornando seres humanos melhores. Ao final do ano, temos muitos motivos para agradecer… pois, se caímos durante o percurso, também nos levantamos… Se choramos, também sorrimos… se perdermos, muito mais ganhamos, porque temos a oportunidade abençoada de recomeçar a cada amanhecer.
Cada um e a todos que fizeram, valer seus esforços no trabalho, na companhia dos colegas de trabalho de bom humor ou não. É a convivência do dia-a-dia, passamos a conhecer melhor a cada um mesmo no silêncio ensinam que há tempo pra tudo…
Nossos caminhos são feitos pelos nossos próprios passos, mas a beleza da caminhada depende dos que vão conosco! Ao reavaliar o percurso que foi feito e pensar no ano novo que se aproxima, constatamos que, a cada dia, com cada decisão, com cada gesto e cada  atitude vamos construindo a nossa história sem que ela possa ser refeita. Por isso, devemos concentrar nossas energias em processos construtivos, pois a vida não tem rascunho, se ceifarmos coisas boas, teremos boa colheita!
    Que a esperança e o amor estejam dentro de cada um de nós, para um Ano Novo muito melhor… Que as diferenças não justifiquem problemas, mas que mostrem soluções diferentes. Que nesse ano, a força seja das boas palavras, e que as palavras sejam ouvidas, que o poder não derrube paredes sobre as pessoas, mas que destrua barreiras entre elas.
Assim, convido a todos a agradecer a Deus pelo ano que está passando, por tudo que aprendemos e acreditamos… Vamos agradecer por estarmos recomeçando e entrando em um Novo Ano… Com certeza, Deus está olhando por cada um de nós.
  Que tenhamos nossos corações sempre aquecidos pelo respeito, pela admiração, pela amizade, pois quando queremos muito alguma coisa, “até o universo conspira a nosso favor”.
    Deixo para vocês William Shakespeare: “O tempo é algo que não volta atrás. Por isso plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores…”

Boas festas!



segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

SNBU – O EVENTO QUE CHEGOU À “MAIORIDADE”

Izabel Maria de Aguiar
Maria Aparecida dos Santos Letrari

Bibliotecárias do Sistema de Bibliotecas da UEL

O Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias (SNBU), em sua 18ª edição, foi promovido pelo Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Minas Gerais (SB/UFMG). O evento aconteceu de 16 a 21 de novembro, no Minascentro, o mais tradicional endereço de eventos de Belo Horizonte.  Sediado em uma bela e imponente edificação em estilo neoclássico (1926), na região central de Belo Horizonte, o evento reuniu renomados conferencistas como Peter Burke, da Universidade de Cambridge, Juan Carlos Molina, da Universidade de Granada, Waldomiro de Castro Santos Vergueiro da Universidade de São Paulo (USP) entre outros destaques nacionais e internacionais.
Wellington Marçal de Carvalho, presidente do SNBU 2014 e diretor do Sistema de Bibliotecas (SB/UFMG) destacou que, este ano, o evento chegou à “maioridade”, na décima oitava edição e, por isso, possui um desafio ainda maior. “O SNBU relembra o papel de cada um de nós, a partir do nosso campo de atuação em bibliotecas e áreas afins, no sentido de deslocar a realidade do nosso país em direção à prevalência de uma urdidura social mais justa e igualitária”, afirmou Wellington.
Com o tema “Bibliotecas Universitárias e o Acesso Público à Informação: articulando leis, tecnologias, práticas e gestão”, o Seminário, que teve a participação de 1.700 pessoas do país e exterior, trouxe reflexões sobre o novo papel das bibliotecas e dos profissionais da informação diante da produção contemporânea do conhecimento e do olhar da sociedade civil. Destacou a importância da informação no contexto social em função da edição de vários dispositivos legais, dentre os quais a Lei de Acesso a Informação.
Podemos dizer aos profissionais que participar de eventos não é um bom negócio, é um super negócio! Parece até bobagem investir tempo e dinheiro para participar de um evento cujo tema você já está cansado de ouvir, mas é aí que você descobre que ainda não sabe tudo. A experiência de trocar informações com outras pessoas pode ser muito mais rica e o evento torna-se espaço de reflexão e debate, seja ele em qualquer área do conhecimento.
Além disso, por meio de vários stands, o profissional que pensa no futuro e quer fazer a diferença sempre fica sabendo de algo que será lançado, ou mesmo pode fazer parte de testes das novas tecnologias e tendências do mercado.
Tudo está cada vez mais moderno, alguns hoje só trocam informações nas redes sociais, twitter ou mesmo dizem “me localiza no Facebook”, mas não importa a forma, o principal fator é o ponto de contato que foi estabelecido. 
Participar de conferências, seminários, palestras, workshops alarga a visão, agrega conhecimento e amplia a sua rede de contatos. Eventos são ótimos locais para se fazer contatos, conhecer pessoas, trocar informações, que até hoje são muito importantes como “cartões de visita”. Aproveitem!