Páginas

segunda-feira, 24 de junho de 2013

A IMPORTÂNCIA DOS DADOS ESTATÍSTICOS COMO INDICADOR DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELO SB/UEL

Erika Lima
Bibliotecária - Divisão de Circulação
Juliana D. Amaro Cardoso
Técnica de Biblioteca - Divisão de Circulação

A coleta de dados estatísticos tem por objetivo divulgar os dados numéricos dos serviços prestados pelo Sistema de Bibliotecas da UEL, servindo como base para a distribuição de recursos financeiros para aquisição de materiais bibliográficos e fornecer dados às publicações oficiais da Universidade.
Os dados estatísticos são imprescindíveis no processo de avaliação de coleções que, segundo Barcelos e Gomes (2013) deve-se procurar adquirir obras da bibliografia básica recomendada pelos professores, por indicações da Comissão de Biblioteca, pela demanda de usuários e também na interpretação das estatísticas de uso da biblioteca.
É pertinente ao Setor de Circulação da Biblioteca Central da UEL –BC/UEL, fazer a coleta e o acompanhamento destes procedimentos, verificando se os mesmos estão sendo feitos de acordo com as normas e manuais de serviços internos.
Os dados numéricos são coletados, seguindo o Manual de Estatísticas da Divisão de Circulação, da seguinte forma: consulta de livros e periódicos; frequência e atendimento de usuários, empréstimo de materiais de informação e serviços de restauração e pequenos reparos.
As estatísticas são feitas mensalmente por cada uma das bibliotecas pertencentes ao Sistema de Bibliotecas da UEL. Os dados são enviados à Divisão de Circulação para serem inseridos em quadros específicos e posteriormente enviados à secretaria da BC até o dia 10 de cada mês para posterior encaminhamento a Pró-Reitoria de Planejamento (PROPLAN). Os demais dados estatísticos coletados constam no relatório anual da Divisão de Circulação.
Para controle e avaliação desses resultados são imprescindíveis os relatórios estatísticos mensais, que oferecem dados para o relatório anual das atividades. Este é o melhor índice para julgar a eficiência e a utilidade da biblioteca e um grande auxílio para: seleção de obras (aponta as mais consultadas), a identificação dos horários mais frequentados e a verificação de diminuição ou crescimento de frequência.
A análise dos relatórios seja mensal, anual, ou de projetos específicos, possibilita a avaliação dos objetivos estabelecidos, tornando possível detectar eventuais desvios e efetuar as correções necessárias.


Referência: 


BARCELOS, Maria Elisa Americano do Sul; GOMES, Maria Lúcia Barcelos Martins.  Preparando sua biblioteca para avaliação do MEC.  Disponível em: <http://repositorio.cfb.org.br/bitstream/123456789/495/1/PREPARANDO%20SUA%20BIBLIOTECA%20PARA%20AVALIA%C3%87%C3%83O%20DO%20MEC.pdf> Acesso em: 16 maio 2013.

3 comentários: