Páginas

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Biblioteca Setorial de Ciências Humanas recebe homenagem de alunos de Pedagogia





             A Biblioteca Setorial de Ciências Humanas recebeu homenagem de alunos de Pedagogia.  

              A equipe reconhece o mérito e faz questão de dividí-lo com os ususários, conforme fala da bibliotecária encarregada da BS/CH, Solange Gara Portello: "O reconhecimento que obtivemos pela nossa dedicação e esforços no exercício de nossas atribuições só foi possível pela presença de pessoas que nos ajudam a consolidar o nosso trabalho. Desta forma, a Biblioteca Setorial de Ciências Humanas externa publicamente sua gratidão aos alunos da turma 3000 de Pedagogia pelo reconhecimento dos serviços prestados pelos servidores da unidade no dia 19/04/2012".


sábado, 21 de abril de 2012

Biblioteca nas Nuvens

Postado por  Fátima S. B. Accorsini
         Bibliotecária da Divisão de Processos Técnicos da Biblioteca Central


O uso do livro eletrônico já não é mais uma visão de futuro, é realidade, mas ainda há resistência no uso deste formato, principalmente para os amantes dos livros impressos que gostam de folhear suas páginas. Apesar de ainda ser pequeno o número de pessoas que têm equipamentos adequados para a sua leitura, isto não barra a sua crescente utilização.

Sabemos que o material bibliográfico impresso não vai desaparecer, mas com o tempo e com as novas gerações de pessoas informatizadas, seu uso deve diminuir.

A facilidade de você ter um livro ou mais em apenas um pequeno pen drive, que você pode levar consigo sem fazer volume ou peso e usar em qualquer computador, ou até mesmo guardar os arquivos em seu notebook ou em um espaço na web, faz com que aumente o interesse neste formato de material para o estudo e o lazer.

As bibliotecas de instituições de ensino já incorporaram em seus acervos este formato de material. “Atualmente, com a onipresença da internet, o processo de informatização da biblioteca assume novas características e possibilidades. Agrega-se agora, entre outros conceitos, o cloud computing (computação em nuvem)” (MODESTO,2009).

Inicialmente, adquiriam os materiais digitais em disquetes, os quais, na maioria dos computadores atuais, já não têm mais como serem lidos. Depois veio o CDROM e o DVD, os quais obrigam o usuário a usar um equipamento que tenha leitor de CDROM/DVD. Agora temos os e-books que ficam hospedados em servidores remotos e que podem ser lidos em qualquer computador que tenha acesso à internet.

Para as bibliotecas, o benefício de se adquirir livros eletrônicos para seus acervos é o de não necessitar de espaço físico ou de equipamentos para o armazenamento dos mesmos, pois as editoras que comercializam esses materiais se incumbem de disponibilizar o acesso diretamente em seus servidores. E para os usuários fica a comodidade de ter acesso ao material, mesmo não estando no espaço da biblioteca e também por não precisar devolvê-los, podendo copiar os arquivos ou simplesmente visualizá-los.

Temos a vantagem de que várias editoras disponibilizam os registros Marc desses materiais, assim é possível incorporar com maior agilidade os dados dos e-books aos catálogos online das bibliotecas, facilitando a recuperação pelos  usuários.







Sugestões de leitura: