Páginas

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Biblioteca Setorial do Escritório de Aplicação de Assuntos Jurídicos - BSEAAJ

Postado por  Eliane M. S. Jovanovich e Ângela Maria Dalla Torre
(Bibliotecárias da BSEAAJ)

A Biblioteca Setorial do Escritório de Aplicação de Assuntos Jurídicos – BSEAAJ,  é uma biblioteca especializada em Direito inserida no Escritório de Aplicação de Assuntos Jurídicos – EAAJ .É visível que uma biblioteca inserida nesse contexto atua em duas vertentes: atendendo aos alunos nas suas necessidades informacionais para sanar dúvidas acadêmicas e aos professores/advogados, e aos futuros advogados na busca por informações que venham subsidiar suas decisões processuais em fluxo. Essas informações devem ser atualizadas e de credibilidade para que sirvam de argumento para as causas atendidas no Escritório.
Na BSEAAJ o acervo bibliográfico é voltado para a área de assuntos jurídicos, principalmente nas especialidades civil, penal e trabalhista, áreas nas quais o Escritório atua. A biblioteca possui livros, periódicos, um repositório oficial autorizado de jurisprudência e ainda conta com uma vasta quantidade de informações digitais, disponíveis em portais e sites, por exemplo CAPES e SCIELO. Muitas são as fontes doutrinárias, legislativas e jusrisprudenciais: LEXML; sites do Planalto; do Senado; a RVBI  conhecida como rede Rubi; site LIZ, para legislação municipal, que disponibiliza leis municipais no âmbito nacional; site INTERLEGIS para legislação estadual. Também é uma ótima opção o site do STJ; BDJUR, entre outros.
Manter contato com grupos de Bibliotecários Especializados, como o GIDJSP  e o GIDJRJ, e fazer parte de listas de discussões como INFOLEGIS, é uma prática eficaz para estar sempre atualizado.
O bibliotecário jurídico deve estar atento, pois as informações jurídicas se alteram a todo momento, por isso deve procurar  fazer as leituras atentamente, "selecionar os atos normativos publicados nos Diários Oficiais da Justiça, do Estado e da União, e divulgar aos usuários no mesmo dia da publicação, antecipando-se à demanda" Loureiro (2005, p.4). A mesma autora retrata muito bem isso:

O bibliotecário jurídico deverá arrojar sua atuação profissional buscando incrementos, primeiramente, no estudo do Direito. De posse da compreensão dos conceitos jurídicos e de suas inter-relações ele poderá desenvolver com maior habilidade os serviços de sua competência, e trafegar entre os especialistas da área interagindo em prol da criação de novos conhecimentos.

Na  transferência das informações jurídicas, bibliotecários e usuários compartilham a mesma responsabilidade, o que leva a um pacto de confiança entre ambos (Loureiro, 2005). O bibliotecário deve saber onde buscar as informações necessárias, verificar a competência de cada órgão, por isso é essencial que o bibliotecário jurídico e toda sua equipe estejam sempre se atualizando, saibam utilizar as novas tecnologias a seu favor, saibam selecionar informações de interesse, vasculhar a internet a procura de informações que sejam atuais, confiáveis e precisas, pois desta forma serão um aliado para os advogados.

Contatos:
Fones: (43) 3323-5387 - (43) 3324-6352 ramal 27 .

Nenhum comentário:

Postar um comentário